Entre em contato:

Macaé(22) 2762-1223

RIO DE JANEIRO(21) 3590-5680 / 3590-5689

VITÓRIA(27) 3348-5637

CAMPOS DOS GOYTACAZES(22) 3026-6778

Informativo

12/01/2018 - Informativo

Ergonomia no Trabalho

A ergonomia no trabalho é conhecida como o estudo da relação entre o homem e o seu ambiente de trabalho. Por meio da ergonomia, especialistas avaliam os riscos presentes na atividade laboral e determinam as condições ideais para a realização daquela atividade. Quando necessário, são efetuadas adequações no ambiente de trabalho para minimizar os riscos à saúde física, mental e emocional dos trabalhadores.

Para isso, é preciso conhecer o perfil dos colaboradores e o tipo da atividade exercida.

 

No Brasil, a ergonomia é regulamentada: NR-17


Segundo informações da Previdência Social, 90% dos afastamentos de colaboradores em empresas brasileiras são causadas por doenças osteomoleculares ou sofrimento mental. Isso gera um alto custo tanto para a previdência quanto para o setor produtivo.

No Brasil, já existe uma regulamentação do Ministério do Trabalho e Emprego tratando da ergonomia. A NR-17 estabelece parâmetros para a adaptação das condições de trabalho às características físicas e psicológicas dos trabalhadores, visando garantir maior segurança, conforto e eficiência nas atividades exercidas.

De acordo com a NR-17, todo o empregador deve realizar uma Análise Ergonômica do Trabalho junto aos seus colaboradores. Esta avaliação deve levar em consideração uma série de informações sobre a atividade laboral, como o levantamento de peso, a descarga de materiais e a adequação do mobiliário e do equipamento às condições de trabalho.

 

Os benefícios da ergonomia no trabalho


Além de ser reconhecida como um fator determinante para o aumento da produtividade laboral, a ergonomia gera outros benefícios para os colaboradores e para a empresa.

Segundo o pesquisador francês Henri Savall, quando uma empresa investe em ergonomia no trabalho, ela garante uma série de vantagens, como a redução de até 3% no absenteísmo e a diminuição do desperdício de matérias primas em até 25%.

Fonte: GymPass

Compartilhe: